3 maneiras de promover esforços de inovação

Compartilhe:
RSS
Facebook
LinkedIn
Instagram
Twitter
Follow by Email

Uma pesquisa da Forrester revelou que a maioria das empresas ainda tem esforços de inovação bastante imaturos, sendo um dos principais problemas a cultura corporativa. As pessoas temem mudanças e essa mentalidade pode impedir as transformações de mercado.

O primeiro passo é mudar a cultura da empresa para a obsessão do cliente e, em seguida, aproveitar o feedback para coletar e discutir internamente como a mudança de direção é muito melhor e menos assustadora do que parece. É o que alerta James Staten, analista da Forrester.

Por exemplo, um fabricante de transportes obcecado por clientes entrevistou recentemente um grupo de compradores para descobrir não o que eles gostavam e o que não gostavam em seus produtos, mas o que eles estavam tentando realizar usando produtos como os deles.

O que eles ouviram foi que esses clientes estavam tentando se engajar mais eficientemente com seus colegas de trabalho e membros da família. No entanto, com o enorme crescimento da população da cidade, eles descobriram que viajar para o escritório e para as casas de outros membros da família estava em declínio.

Para resolver esse problema, o fabricante lançou uma série de inovações conduzidas pela tecnologia, não centradas no endereçamento da barreira do tráfego, mas na abordagem direta do objetivo do cliente. Entre eles, um novo serviço de transporte focado na entrega de produtos e não no movimento de pessoas, e um esforço público para trazer novas ideias que eles nunca poderiam ter considerado.

A condução desses tipos de mudanças está alimentando muitos novos esforços de inicialização e mudanças na estratégia da empresa. Aqui estão três exemplos que podem ajudar a alimentar esse tipo de mudança:

1. Garantir a validação das ideias pelo cliente

Conforme mostrado no exemplo acima é útil perguntar a um pequeno conjunto de clientes sobre esses conceitos gerais. Isso ajuda a considerar como uma prioridade de negócios não como uma jogada de nicho, mas, na verdade, uma necessidade compartilhada. É exatamente isso que a startup Signals Analytics está fazendo para a Nestlé, 3M, Coca-Cola e muito mais.

Fundada por cientistas de dados que saíram do exército israelense, essa empresa agrega insights de dados externos não estruturados, encontrados em mídias sociais, análises de produtos, pedidos de patentes e outras fontes, para ajudá-lo a validar uma aplicabilidade mais ampla do que você ouve.

É possível, ainda, vincular essa ciência de dados a seus próprios dados para verificar o alinhamento com sua base de clientes específica e testar sua própria solução com as conclusões mais amplas do mercado para verificar quais serão os melhores alinhamentos para o que eles consideram soluções vitoriosas. À medida que são desenvolvidas soluções, é possível invocar insights atualizados em tempo real para garantir que o projeto iniciado há três meses ainda esteja alinhado ao que os clientes estão pensando.

2. Ampliar as opções de prova de conceito

Depois de validar o que os clientes estão tentando realizar, é essencial estar aberto para testar vários meios de se alinhar a essas necessidades e desejos. Se a empresa tiver pessoas suficientes com as habilidades e a largura de banda apropriadas para executar várias provas de conceito, tudo estará bem. Infelizmente, a maioria das empresas não tem talento nem tempo suficientes para buscar várias provas.

Para resolver isso, é possível considerar explorar uma comunidade mais ampla de desenvolvedores na HackerEarth, uma startup de gerenciamento de inovação baseada no Vale do Silício que conecta uma comunidade de mais de 2 milhões de desenvolvedores via hackathons, onde um amplo conjunto de conceitos pode ser criado e testado.

“Empresas que são rápidas em lidar com a tecnologia não são apenas perturbadoras, mas também são capazes de conquistar mais clientes e ficar à frente dos seus concorrentes. Os clientes estão alavancando nossa plataforma de inovação de várias maneiras – mas, em geral, eles se utilizam de crowdsourcing por meio de funcionários internos e de nossa comunidade de desenvolvedores. Recebemos mais de 100 ideias e cinco protótipos todos os dias em nossa plataforma em todos os domínios de tecnologia, incluindo ML, IoT e blockchain”, explica Sachin Gupta, CEO e cofundador da HackerEarth.

3. Transformar as boas ideias

Após selecionar os hacks vencedores, deve-se considerar a parceria com uma empresa que tenha experiência clara na criação de inovações tecnológicas empresariais rapidamente, gerando iterações de falhas rápidas, com uma equipe ampla e qualificada. A maioria das empresas de consultoria em tecnologia que tem equipes de inovação raramente tem um amplo conjunto de funcionários com foco nas melhores práticas de processos de inovação e nas tecnologias emergentes.

Uma alternativa é a SoftServe, que trabalha como agente de inovação em transformação digital. Fundada na Ucrânia em 1993, esta empresa privada construiu uma equipe de mais de 6 mil especialistas em tecnologia com mestrado e doutorado que se especializam em solução de inovação disruptiva. Já executou mais de 3,5 mil desses projetos para empresas, incluindo Cisco, Expedia, Panasonic e centenas de outros.

Ela ajuda a criar suas soluções nas principais cadeias de inovação tecnológica: nuvens públicas, dispositivos móveis, OSS, containeres, inteligência artificial e muito mais. Por meio da Universidade SoftServe, a empresa treina e certifica proativamente sua equipe sobre as tecnologias usadas para que o cliente possa desenvolver as habilidades necessárias para garantir que seu departamento de TI possa fornecer e aprimorar os protótipos vencedores.

“Depois de concluir mais de 3,5 mil projetos, descobrimos que uma coisa é coerente: a parceria com nossos clientes no início do processo, quando ideias inovadoras ainda estão sendo formuladas e consideradas, vai oferecer soluções para o mercado mais rapidamente e com custos reduzidos”, diz Chris Baker, CEO da SoftServe. “Entrar no primeiro andar para preencher a lacuna entre a verdadeira inovação e trazer suas soluções para o mercado é fundamental para o sucesso de nossos clientes.”

Fonte: https://www.itforum365.com.br/mercado/3-maneiras-de-promover-esforcos-de-inovacao/

Deixe uma resposta