CASE 2018 – Tudo o que rolou este ano

Compartilhe:
RSS
Facebook
LinkedIn
Instagram
Twitter
Follow by Email

A 5ª edição do CASE, maior evento latino-americano voltado para o segmento de startups e empreendedorismo, aconteceu entre os dias 29 e 30 de novembro, no Centro de Eventos PRO MAGNO, em São Paulo. O evento este ano reuniu 150 palestrantes, 62 expositores, 6 palcos (Palco Principal, Arena Connect Samba, HandsOn Sales Force,  Arena InovaBra, BeBold, 2˚ Fórum de Inovação Startup Indústria) com conteúdos simultâneos e uma das maiores feiras de negócios do mercado de startups.

O evento contou com palestrantes nacionais e internacionais como: Carlos Moyses, (CEO da iFood)Renato Freitas, (Co-Founder Yellow)Kristen Durham, (Director Office of the CEO, Zendesk)Luciana Carvalho, (HR Director, Movile), Lindalia Reis (CEO Ions Innovation), Walter Dissinger (CEO GlobalVotorantim), Fabien Pierre e François Mendez (CEO & FounderLoggi), Gustavo Caetano (SambaTech),Igor Reis (Diretor de Marketing, Warner Bros), Guilherme de Marchi Retz (Brand Manager, Heineken), Bruno Pinheiro (CEO, Piar Comunicação), Braulio Medina, Co-Founder (GrowthTeam), entre outros.

Brett Brohl, diretor de uma das principais aceleradoras do mundo focada no setor de agtechs, a Techstarts Farm to Fork Accelerator esteve no CASE e pela primeira vez no Brasil. Durante a palestra “How to Blow Up Your Startup“, Brett falou sobre sua trajetória como empreendedor e como as lições aprendidas durante sua carreira criaram uma perspectiva diferente sobre o que se deve ou não fazer na jornada empreendedora.

GetYuppy, mídia oficial, cobriu o evento pelo segundo ano e conferiu tudo que aconteceu por lá.  Havia jogos eletrônicos, jogo de realidade virtual, escalada, serviços de massagem, manicure e até corte de cabelo; os stands de aceleradoras, startups e empresas de tecnologia fizeram de tudo para atrair a atenção dos participantes.

A Barbearia Corleone colocou dois profissionais oferecendo corte de cabelo gratuito aos participantes. No primeiro dia foram realizados 40 cortes de cabelo

Bee Noculus trouxe o óculos da Magic Leap para a feira. De acordo com seu representante, em 10 anos teremos um óculos com realidade virtual e aumentada embutidos, oferecendo uma realidade estendida gerando informações para o usuário.  A indústria inteira está trabalhando em conjunto para tornar o futuro nosso presente. A Qualcom em janeiro já lançou o X1, dispositivo otimizado para realidade virtual. É esperar para vermos e vivermos essa experiência.

HKTDC roda o Brasil realizando seminários e buscando parceiros de negócios brasileiros para levar à Hong Kong e oferecer alternativas para desenvolvimento de produtos, de software à empresas chinesas.  O país possui 6 unicórnios e um ambiente de empreendedorismo muito intenso facilitado por uma tabela simples de impostos.

KPMG trouxe para o CASE a Leap, uma plataforma Open Innovation lançada em parceria com a Distrito que conecta empreendedores, corporações, investidores, e universidades. Foram mapeadas quase 12 mil startups brasileiras. No primeiro dia gerou 700 leads na feira.

Oracle vem trabalhando com startups B2B e hoje possui 60 startups em seu portfolio. A empresa nomeou uma das plenárias do CASE e contou ainda com a apresentação do seu vice-presidente Jason Williamson. Vitor Andrade, responsável pelo relacionamento com startups da Oracle no Brasil, afirmou que hoje a empresa atende também pequenas e médias empresas além das grandes corporações. A empresa desenvolveu um programa específico para startups, o Oracle Global Startup Ecosystem que além de apresentar a tecnologia ao empreendedor, oferece workshops e conexão com clientes. No Oracle Open World, maior evento da Oracle no mundo, 26 de suas startups se apresentaram.

Aceleradora Oxigênio, da Porto Seguro, busca startups para agregar novos serviços e soluções para o grupo. As startups precisam ter sinergia com as mais de 25 empresas da Porto Seguro ( de saúde, consórcio, ao setor financeiro, seguros, etc). A aceleradora possui 3 programas: ‘Ignição’, quando a startup está no estágio de MVP com produto validado; a aceleração é feita em 4 meses com a Liga Ventures com participação da Plug & Play o que possibilita a startup fazer a aceleração no Vale do Silício; o  ‘Funil de startups’, conectam startups em fase de tração que podem ser conectadas diretamente com as empresas da Porto Seguro sem necessidade de passar pela aceleradora; e o ‘Tração’  também é para startups em fase de tração, embora é oferecido mentoria as startups e é realizado um investimento maior com objetivo de acelerar o negócio.

Acelor Lab é o novo laboratório de inovação da Acelor Mittal. O objetivo é promover a inovação aberta junto a startups para solucionar as dores internas da empresa, criar valor não só para Acelor Mittal como também para clientes, universidades e a sociedade. A empresa busca inovação em todos os seus processos, desde RH, área financeira, crédito como também na produção de aço. Os modelos de negócio com as startups variam muito; pode ser desde uma parceira, SAAS, investimento ou participação. A empresa global está presente em 60 países, possui 12 centros de pesquisa espalhados no mundo inteiro, um deles baseado no Brasil.

Há vários hubs de startups no Brasil. Entre eles, Minas Gerais vem se destacando e se posicionou como segundo grande hub atrás de São Paulo. O Estado mineiro possui um ecossistema forte fomentado pelo governo com o Hub Minas, SEED, Lemonade além dos hubs em Santa Rita do Sapucaí e São Pedro Valley.

Estima-se que atualmente o Brasil tenha entre 10 e 15 mil startups em seu território. Quando falamos do ecossistema como um todo, nos referimos a um ambiente bem diverso, com elementos que de alguma forma contribuem para o desenvolvimento do mercado. Pensando nisso, a Associação Brasileira de Startups (Abstartups), instituição sem fins lucrativos que representa as startups brasileiras, desenvolveu o projeto para mapear comunidades nos 27 estados brasileiros e identificar ecossistemas empreendedores fora do eixo das grandes capitais.

Durante o ano de 2018, 30 comunidades e mais de 608 líderes de comunidade foram mapeados. Durante o CASE, fora, apresentados insights inéditos dos mapeamentos de Recife, Ponta Grossa e Uberlândia. Desde o início, o objetivo do projeto foi mapear os agentes, empreendedores e instituições de fomento dessas comunidades. Para 2019, a Abstartups continuará com o programa, contando com uma parceria do Google for Startups.

De acordo com Amure Pinho, presidente da Associação Brasileira de Startups, o Google for Startups tem um papel muito importante frente ao ecossistema, prestando suporte e ajudando as startups escalarem seus negócios. O objetivo do programa é criar um conjunto de atividades, entre elas, palestras, painéis, sessões de mentoria e networking, em cidades fora do eixo das grandes capitais do Brasil, bem como continuar o trabalho de mapeamento dos atores do ecossistema de startups. Por meio da parceria será possível apoiar mais de 20 comunidades de startups, de diferentes regiões do Brasil, atingindo um total estimado de 600 startups.

Segundo André Barrence, diretor do Google for Startups Campus, apesar dos avanços do ecossistema de startups no Brasil, existe um longo caminho a percorrer até que sejam criadas condições para que startups em quaisquer regiões do país tenham reais oportunidades de crescer e prosperar.

Ao final do segundo dia do CASE, aconteceu o Startup Awards, Oscar das startups brasileiras, que reconhece os profissionais e empresas mais influentes do ecossistema brasileiro de startups.

Os vencedores das 11 categorias da edição de 2018 foram:

  • Investidor Anjo: Camila Farani
  • Profissional de imprensa: Bruno Pinheiro, da PiaR Comunicação
  • Universidade: UFMG
  • Coworking: Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE)
  • Aceleradora: Darwin
  • Impacto: Black Rocks
  • Mentor:  Paulo Costa, da Accenture
  • Corporate: Sebrae
  • Herói/Heroína do Ano: Alexandre Souza, do Sebrae SC
  • Startup do Ano: Edools
  • Comunidade: Zero Onze

Ano que vem, se prepare que tem mais!

Abraços e até lá!
Daniella MeirellesEditora/Fundadora GetYuppy

*Fotos de Dennys Oliveira
(Instagram @dennysoliveira.com.br)

 

Fonte: http://www.getyuppy.com/case-2018-tudo-que-rolou-esse-ano/

Deixe uma resposta