Estudante do Vai na Web viajará aos EUA para apresentar aplicativo em Stanford

Compartilhe:
RSS
Facebook
LinkedIn
Instagram
Twitter
Follow by Email

A estudante Evelyn Mendes (25), moradora do Morro dos Prazeres, no Rio de Janeiro, é um dos tantos talentos descobertos pelo programa Vai na Web. Evelyn é programadora Front-End, formada pelo Vai na Web, e agora vai representar o Brasil na Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, com o aplicativo desenvolvido por ela, o Match4Action. A viagem está agendada para o Dia Internacional da Mulher.

Evelyn vem de uma família de seis filhos e é a única que está construindo uma carreira no ramo da tecnologia. Além disso, desde muito jovem, a estudante decidiu que teria um destino diferente do qual geralmente é submetido a maioria dos moradores de regiões de conflito armado. A vida de Evelyn, que atualmente é bolsista de Gestão de Finanças na FGV, ganhou um caminho extraordinário a partir de 2017, quando ela ingressou no Vai na Web.

De forma gratuita, o Vai na Web leva ensino de tecnologia avançada e valores humanos para duas favelas do Rio de Janeiro: Morro dos Prazeres e Complexo do Alemão. Evelyn se formou como programadora e não perdeu nenhuma oportunidade de evoluir na profissão. “Nunca pensei em trabalhar com tecnologia, mas foi por meio dessa ferramenta que eu consegui me desenvolver como ser humano e profissional, construindo uma carreira como sempre sonhei”, afirma.

Em 2018, Evelyn fez parte do time de desenvolvimento do aplicativo Match4Action, iniciativa projetada pelos alunos da Universidade de Stanford e construída pelos estudantes do Morro dos Prazeres, em parceria com o Vai na Web. A jovem foi uma das estudantes que se destacou na construção do sistema e, por isso, ganhou uma passagem para a Califórnia, presente da equipe do aplicativo. Juntamente com a cofundadora do Vai na WebAline Fróes, Evelyn vai conhecer a Universidade de Stanford, o time do aplicativo e empresas de tecnologia do Vale do Silício.

Match4Action perpetua uma corrente do bem. “O aplicativo é uma ideia que surgiu em um programa executivo em Stanford com vários colegas de diversos países para aplicar tecnologia e realizar impacto social, aproximando as organizações e voluntários ao redor do mundo, de uma forma muito simples e efetiva”, explica Helio Mosquim, executivo de tecnologia e inovação, e um dos idealizadores do aplicativo. “O time do Vai na Webcomprou a ideia e fez o trabalho com extrema dedicação. Foi extraordinário!”

 

Girl Power
Estudantes do Vai na Web

A viagem da dupla está marcada para 8 de março, Dia Internacional da Mulher, uma data de extrema importância também para o programa. Segundo Aline Fróes, o Vai na Web tem compromisso total com a diversidade de gênero.

“Todos os anos, lutamos para aumentar e potencializar o nosso time de estudantes femininas, que só vem aumentando ao longo dos anos. Evelyn é um exemplo de que as mulheres estão ocupando o espaço na tecnologia e se tornando grandes profissionais”, explica Aline a qual afirma que em 2019, pela primeira vez, o Vai na Web fechou uma turma composta, em sua grande maioria, por mulheres.

“Já compreendemos que quanto mais diversidade e inclusão no setor, mais negócios inovadores e potentes, como o Match4Action, terão a condição de nascer, inclusive no Brasil”, completa.

Evelyn afirma que a conquista tem peso dobrado. “Para mim, como mulher e moradora do Morro dos Prazeres, representar o meu time e a minha comunidade em outro país demonstra que nada é impossível!”, afirma. “Eu acredito que quando a gente realmente deseja construir o futuro diferente e tem apoio para isso, resultados incríveis como esse se tornam realidade.”

Segundo Aline, muitos talentos singulares estão nascendo da experiência do Vai na Web, que completa dois anos e já formou 200 alunos. Hoje, muitos desses estudantes já estão empregados em empresas de tecnologia e inseridos em cursos de ensino superior.

“Ao contrário do que a maioria das pessoas imaginam, a favela é um território de potência, que é muito mal aproveitada. É uma grande fonte de talentos que estão à espera de orientação e instrução intencional”, explica. “Nós descobrimos muitos jovens cheios de energia, que desejam seguir carreira em tecnologia e estão aproveitando todas as oportunidades oferecidas.”

Por Mayhara Nogueira

Vai na Web é um programa gratuito que leva tecnologia avançada e valores humanos para duas regiões de conflito armado no Rio de Janeiro: Morro dos Prazeres e Complexo do Alemão. Para conhecer a rotina dos estudantes e mais informações da iniciativa, acesse o nosso perfil no Instagram ou no Facebook.

 

Fonte: https://medium.com/vainaweb/estudante-do-vai-na-web-viajar%C3%A1-aos-eua-para-apresentar-aplicativo-em-stanford-2e1a69ea9d1

Deixe uma resposta