VW e Microsoft querem revolucionar com Internet das Coisas nos carros

Compartilhe:
RSS
Facebook
LinkedIn
Instagram
Twitter
Follow by Email

Você já ouviu falar em “internet das Coisas”? Podemos resumir dizendo que é a extensão da Internet atual, que proporciona aos objetos do dia-a-dia (quaisquer que sejam), mas com capacidade computacional e de comunicação, de se conectarem à Internet. E não estamos falando apenas para ouvir música ou utilizar o Waze.

No mundo automotivo, a tecnologia permitirá que uma montadora forneça uma série de serviços aos clientes, como streaming de mídia onboard (filmes ou TV), conectividade residencial inteligente, assistente pessoal, serviços de manutenção preventiva , atualizações e upgrades e muito mais. E é para oferecer exatamente isso que a Volkswagen assinou um acordo com a Microsoft para desenvolver a “Volkswagen Automotive Cloud” (Nuvem Automotiva da Volkswagen), uma das maiores nuvens exclusivas da indústria automotiva, para todos os futuros serviços digitais e ofertas de mobilidade da empresa.

Por meio da Volkswagen Automotive Cloud, a empresa irá otimizar consideravelmente a interconexão entre o veículo, a plataforma baseada em nuvem e serviços centrados no cliente para todas as marcas, como o sistema “Volkswagen We”.

E essa revolução não vai demorar. A Volkswagen espera adicionar mais de cinco milhões de novos veículos da marca Volkswagen por ano à Internet das Coisas na nuvem a partir de 2020. O seu serviço de nuvem será construído na plataforma de nuvem Azure da Microsoft e no Azure IoT Edge.

Como parte do acordo, a Volkswagen vai implantar um novo centro de desenvolvimento da nuvem automotiva na América do Norte, próximo à sede da Microsoft. Para ajudar na introdução de uma nova onda na transformação automotiva, a Microsoft irá prover apoio direto à Volkswagen à medida em que esta implanta seu novo centro de desenvolvimento da nuvem automotiva, incluindo recursos para ajudar nas contratações, gerenciamento de recursos humanos e serviços de consultoria. A expectativa é contar com cerca de 300 engenheiros no futuro próximo.

No longo, as soluções desenvolvidas serão levadas a outras marcas do Grupo Volkswagen em todas as regiões do mundo, o que inclui  a família elétrica Volkswagen ID., assim como modelos com propulsão convencional. De acordo com a Volkswagen, o objetivo é que no futuro, os carros da frota da Volkswagen se tornem bases móveis da ‘internet das coisas’, interligados pela Microsoft Azure.

A estratégia também servirá como base para conectar carros e infraestrutura durante a implantação de veículos elétricos e autônomos. Com eles, será preciso de uma maneira de gerenciar e transmitir grandes quantidades de dados de maneira eficaz para todos os veículos, e uma plataforma baseada em nuvem resolve esse problema.

Fonte: https://motor1.uol.com.br/news/267878/volkswagen-microsoft-internet-das-coisas-carros/?utm_campaign=RSS-all-&utm_medium=referral&utm_source=RSS

 

Deixe uma resposta